19/03/17

Opinião: "A Viúva Negra" de Daniel Silva

 
"O lendário espião e restaurador de arte Gabriel Allon está prestes a tornar-se chefe dos serviços secretos israelitas.
Porém, em vésperas da promoção, os acontecimentos parecem confabular para o atrair para uma última operação no terreno.
O ISIS fez explodir uma enorme bomba no distrito do Marais, em Paris, e um governo francês desesperado quer que Gabriel elimine o homem responsável antes que este ataque novamente.

Chamam-lhe Saladino...
É um cérebro terrorista cuja ambição é tão grandiosa quanto o seu nome de guerra, um homem tão esquivo que nem a sua nacionalidade é conhecida. Escudada por um sofisticado software de encriptação, a sua rede comunica em total segredo, mantendo o Ocidente às escuras quanto aos seus planos e não deixando outra opção a Gabriel senão infiltrar uma agente no mais perigoso grupo terrorista que o mundo algum dia conheceu. Trata-se de uma extraordinária jovem médica, tão corajosa quanto bonita.

Às ordens de Gabriel, far-se-á passar por uma recruta do ISIS à espera do momento de agir, uma bomba-relógio, uma viúva negra sedenta de sangue.
Uma arriscada missão levá-la-á dos agitados subúrbios de Paris à ilha de Santorini e ao brutal mundo do novo califado do Estado Islâmico e, eventualmente, até Washington, onde o implacável Saladino planeia uma noite apocalíptica de terror que alterará o curso da história.

A Viúva Negra é um thriller fascinante de uma chocante presciência. Mas é também uma viagem ponderada até ao novo coração das trevas que perseguirá os leitores muito depois de terem virado a última página. 
Uma teia de enganos."

Primeiro que tudo, tenho de agradecer à HarperCollins Portugal por me terem enviado um exemplar deste mais recente livro de Daniel Silva!

Mais uma vez, temos como personagem principal Gabriel Allon, um espião israelita prestes a tornar-se chefe dos serviços secretos israelitas, só que desta vez não vai ser ele quem se vai infiltrar num dos grupos terroristas mais perigosos de sempre. É Natalie, quem o faz. Se consegue ou não cumprir a sua missão, isso já é outra conversa! Hahaha!

Um dos aspetos de A Viúva Negra de que mais gostei foi o facto de ser visível a pesquisa feita pelo autor. É claro que, às vezes, tornava a leitura maçuda com tantas datas e informações, mas gostei verdadeiramente de ficar a conhecer melhor as motivações do ISIS e as razões de os conflitos no Médio Oriente e em toda aquela zona de Israel e arredores se encontrar há décadas em conflito.

As personagens têm consistência e eu adorei, mais uma vez, ler como o autor descreve o dia a dia de um espião como ele é realmente (e não como vemos na televisão), o que torna todo o livro mais fiável. Também as paisagens são descritas de uma forma fantástica que deixam o leitor a sentir que está no lugar que é descrito. O primeiro exemplo que me vem à memória é a descrição da cidade de Palmira, devastada pelo ISIS há alguns anos atrás, que é retratada em todo o seu horror, não deixando, mesmo assim, de nos cativar pela sua precisão. Também o dia a dia no califado é retratado do forma fiel, e deixa o leitor a conhecer melhor como é a vida dos terroristas.

Apesar de ser um policial, gostei bastante do facto de meter também umas pitadas de romance à mistura e adorei que as duas personagens ficassem juntas no final! Só espero que ambas continuem a aparecer nos próximos romances de Daniel Silva, para podermos acompanhar o desenvolvimento da relação!

No geral, gostei bastante deste livro, e tenho de admitir que a única razão que me faz dar-lhe quatro estrelas em vez de cinco é o facto de por vezes a leitura ser um pouco pesada e de, ao início, me ter sido difícil "entrar" na história.

Não deixo, no entanto, de o recomendar e fica a dica para aqueles que deixam tudo para a última: o dia do Pai ainda não acabou, por isso, se ainda não têm a prenda para o vosso melhor do mundo, não se esqueçam de que um livro é o melhor presente!

Classificação: 4/5

Uma leitura com o apoio da
Resultado de imagem para harpercollins portugal logo

1 comentário:

jpp disse...

Adoraria ler este livro é dos meus autores preferidos! :)

Enviar um comentário