03/08/17

Opiniao: "O Caso Benson" de S. S. Van Dine

"«A verdade só pode ser descoberta por uma análise dos fatores psicológicos do crime.» É com esta convicção que o erudito Philo Vance se junta a John Markham, procurador público do distrito de Nova Iorque, na resolução do sensacional caso da morte de Alvin Benson, conhecido corretor de Wall Street atingido com um tiro na cabeça no interior da sua própria mansão.

Uma bolsa e um par de luvas de senhora encontrados no local fazem apontar a investigação na direção da mulher que na véspera do crime fizera companhia a Benson. Mas Vance está decidido a demonstrar a Markham e a toda a polícia que quanto mais o enfoque é dirigido para indícios materiais e provas circunstanciais menor será a capacidade para discernir o verdadeiro culpado.

Romance de estreia com a assinatura S. S. Van Dine, lançado em 1926 e que granjeou ao seu autor êxito imediato, O Caso Benson foi o primeiro de muitos crimes em que Philo Vance figurou como parceiro informal - mas indispensável - nas investigações levadas a cabo por Markham.

Uma história empolgante, repleta de ironia e de sagacidade."
Wook.pt - O Caso Benson
Bom dia, livrólicos!! 
Hoje trago-vos a minha opinião da primeira leitura do mês de agosto (o livro foi começado em julho, mas como só o terminei ontem, conta como leitura deste mês): O Caso Benson de S. S. Van Dine. Este é o 14º livro da renovada coleção «Vampiro» e uma novidade da Livros de Brasil publicada no mês passado (obrigada por me terem enviado um exemplar!!).
O caso deste livro é o primeiro em que Philo Vance ajuda o procurador público Markham a resolver os casos que lhe chegam às mãos, apesar de já ter aparecido nos outros dois livros republicados desta coleção.
Desde o início que me achei interessada pela história. Várias eram as provas que apontavam para determinado culpado, mas Vance era sempre capaz de as refutar. E, sem dúvida, que foi Vance quem mais me cativou nesta história!
Os métodos por ele utilizados para desvendar o caso fazem-me lembrar Sherlock Holmes (um favorito pessoal) e isso foi sem dúvida um ponto extra para os pontos positivos deste livro

Por outro lado, achei os capítulos demasiado longos. Eu sei que o livro é mais pequeno do que o normal, logo é normal que os capítulos se tornem maiores, mas, mesmo assim, achei-os grandes demais e até um pouco maçudos (especialmente no final, quando Vance começou a enrolar para Markham verificar todos os álibis só para poder provar o seu método).

Mas, tirando este último aspeto, tenho de admitir que esta foi uma leitura interessante. A metodologia de Vance sem dúvida que chama a atenção (apesar de me parecer pouco plausível hoje em dia; pelo menos de modo a condenar alguém). As personagens, para além de serem extremamente realistas (para a época em que se passa a história, é claro), tinham também (quase) todas motivos para quererem Alvin Benson morto, o que nos deixa em suspense literalmente até às últimas páginas para saber quem é o culpado.

O livro ideal para os amantes dos antigos policiais escritos por Agatha Christie, Sir Arthur Conan Doyle, etc!
Classificação: 3,5/5

Uma leitura com o apoio da

1 comentário:

Maura Teixeira disse...

Gosto imenso do estilo Sherlock Holmes!

Já era seguidora do teu blog :)

Enviar um comentário