26/01/18

Opinião: "O Bibliotecário de Paris" de Mark Pryor

"O novo livro de Mark Pryor é um mistério para amantes de livros e um livro para amantes de mistérios.
A morte de um oficial nazi durante a ocupação de Paris pode ser a chave para resolver um mistério do presente.

O diretor da Biblioteca Americana em Paris é encontrado morto numa sala trancada. A polícia conclui que o homem morreu de causas naturais, porém o responsável pela segurança da Embaixada dos EUA tem a certeza de que algo errado se passou. A sua investigação leva-o até à cena do crime cometido durante a Segunda Guerra e as suas descobertas vão surpreender tudo e todos."

Wook.pt - O Bibliotecário de Paris
Boa sexta-feira, livrólicos!!

Hoje trago-vos a opinião de um livro que já andava para ler há imenso tempo, mas que consegui finalmente ler este mês: O Bibliotecário de Paris de Mark Pryor, uma novidade do Clube do Autor do passado mês de outubro.

Apesar deste ser o sexto livro da série cujo protagonista é Hugo Marston, não senti qualquer dificuldade em "entrar" na vida das personagens, tal como se este livro fosse um standalone. É claro que existem alguns pormenores mencionados que remetem para livros anteriores, mas nada que estrague a leitura deste.

O que mais me chamou à atenção quando decidi pegar neste livro foi não só o facto de a ação se passar em Paris (e eu ultimamente estou obcecada com Paris), mas também todo o mistério envolto com a Segunda Guerra Mundial e com o suposto assassinato de um oficial nazi por parte de uma atriz famosa que pertencia à Resistência.

Tenho de admitir que, neste momento, tenho uma mistura de sentimentos agridoces em relação ao final: por um lado, fiquei bastante surpresa com o desfecho, o qual definitivamente não tinha esperado; por outro lado, acabei um pouco desapontada por o final não estar relacionado com algo que parecia garantido desde o início  e que teria dado uma maior interesse à história. Também tenho pena que o autor não tenha optado por seguir um caminho no que diz respeito a este "algo" que acabei de referir.

De resto, e tirando as descrições por vezes demasiado longas, esta foi uma leitura que até me agradou. Gostei bastante das personagens e do suspense que o autor foi capaz de criar em redor das mortes que aconteceram. Um outro aspeto muito positivo foi toda a envolvência da Biblioteca Americana de Paris e todos os segredos que esconde.

Assim, se gostam de mistérios que envolvam livros e livros de mistério, não deixem de dar uma oportunidade a este livro!


Classificação: 3,5/5

Uma leitura com apoio 



2 comentários:

Tulipa Negra disse...

Não conhecia.

Eri Sunny disse...

Nice review!
I`m following your blog with a great pleasure in GFC
Follow back? Sunny Eri: beauty experience

Enviar um comentário